A VISÃO DA GLÓRIA

944cf4e186e6f9d52b2755c97558ef9bVivemos pelo que cremos. Realizamos grandes projetos motivados pela paixão. Nenhum grande empreendimento nasce e é estabelecido sem paixão, sem foco, sem perseverança.
Da mesma forma, a esperança de um crente deve estar na visão da glória. Aqui não é o nosso lugar. Somos peregrinos que caminham rumo à uma Terra que nos foi prometida desde o início da História e planeada antes da fundação da mundo. Sião, a Nova Jerusalém, é o nosso destino!
Estarmos com o Rei dos reis em Sião, deve ser o que nos motiva, o que nos impulsiona na caminhada, o que enche os nossos olhos e o que ocupa os nossos sonhos mais sublimes.

Abraão teve a visão da glória! “Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus” (Hb 11:10).

Moisés teve a visão da glória! “Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa. Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como vendo o invisível” (Hb 11:24).

Eu sinto tanto quando percebo que falamos tão pouco do céu! Cantamos tão pouco sobre o céu! Conversamos tão pouco sobre o céu!
Quantos crentes parecem estar construindo uma vida aqui, a fim de fixarem morada permanente nesta terra, quando o Senhor tem nos feito participantes de “de um reino que não pode ser abalado“, por isso, “retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente, com reverência e piedade” (Hb 12:28).

Há tantas “distrações” entrando dentro da Igreja, maxresdefaultfazendo com que o povo do Senhor perca a paixão pela glória celeste.
A teologia da prosperidade tenta levar as pessoas a fixarem morada permanente neste mundo.
As mensagens e pregações de auto-ajuda, sem conteúdo doutrinário, fazem o mesmo.
Quantos estão tratando a Noiva do Cordeiro como uma empresa, como um negócio, usando métodos humanos de crescimento…
Quão pouco azeite tem havido na lamparina de boa parte da Noiva!!😦

Quando eu era ainda uma menina, lembro-me de um hino que cantávamos, que reflete a realidade dos apelos deste mundo e das suas belezas, tentando nos fazer esquecer da nossa origem, que é o céu (sim, viemos de Deus e voltaremos para Deus, Ele é a nossa origem e o nosso destino). A canção dizia:

Passarinhos, belas flores,
Querem me encantar,
São vãos terrestres esplendores
Mas contemplo o meu lar

Jesus nunca esteve tão perto de nos levar para Si para sempre, como Sua noiva. Não podemos fechar os nossos olhos para a visão da glória, focando a nossa vida naquilo que é visível. A nossa redenção não será aqui, porque não somos daqui. Herdaremos uma Terra sem pecado, sem maldades, sem injustiças, quando reinarmos com Cristo em Sião. Oh, como espero e anseio por esse Dia! 

Apaixone-se pela volta de Jesus! Não deixe que o azeite da sua lamparina se acabe, como aquelas 5 virgens tolas fizeram, que não puderam entrar nas Bodas do Cordeiro, pois a porta da graça havia-se fechado a todos os “descuidados”.

241513569_40b8a9746b

Seja como as 5 virgens prudentes, que esperaram o Noivo com paixão e com as lamparinas acesas (leia Mateus 25:1-13).

Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir
Mt 25:13

Shalom!

as-dez-virgens-2

One thought on “A VISÃO DA GLÓRIA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s