FLECHAS NAS MÃOS DO SENHOR

Este texto abaixo, é parte do meu livro, tema deste blog: “Sendo parte de uma GERAÇÃO PROFÉTICA”, e eu compartilho com você.

“E fez a minha boca como uma espada aguda, e, com a sombra da Sua mão, me cobriu, e me pôs como uma flecha polida, e me escondeu na Sua aljava. E me disse: Tu és o meu servo, e Israel, aquele por quem hei de ser glorificado” (Is 49.2-3)

Em 2 Re 13.14-19, lemos uma grande visão profética passada pelo profeta Eliseu para o rei Jeoás. O lançar flechas na terra profeticamente para vencer seus inimigos. Há muita gente que não acredita em actos proféticos. Eu acredito e pratico muitas vezes, levando a igreja a se levantar como profeta também. Há poucos meses, ungimos com óleo todas as entradas e saídas da nossa cidade, chamada Charneca de Caparica. Em cada uma delas, paramos com o povo de Deus, oramos, adoramos, tocamos o shofar e derramamos óleo, declarando que todas as maldições daquela cidade estão cancelas pelo poder da unção.

Os Livros de 1º e 2º Reis contam as trajectórias dos reis de Israel e suas conquistas e derrotas. Interessante notarmos como Deus sempre levantava Seus profetas para auxiliarem os reis nos seus ofícios estatais. Eliseu era um grande e tremendo profeta muito usado pelo Senhor em Israel. Eliseu foi tremendamente usado por Deus para operar grandes milagres na terra de Israel e para ajudar os reis, com seu discernimento espiritual. Mas agora, está aqui Eliseu já no final da sua vida, num leito de morte, sendo procurado pelo de Israel, Jeoás. O problema de Jeoás era que Israel estava sendo invadido pelo poderoso exército da Síria e o rei vem ter com o homem de Deus, crendo que ele tinha ainda uma palavra rhema para ele e para o seu povo. Humanamente falando, Israel não tinha hipóteses contra a Síria. Eliseu deu 3 ordens para Jeoás:

1ª Ordem: Após a saudação Eliseu disse-lhe: pega um arco e flechas. Este instrumento simboliza a vitória na guerra; eram usadas como armas mortais e destruidoras – Pv 26.18; algumas era chamadas de flechas polidas ou limpas – Is 49.2; Jr 51.11; eram agudas – Sl 120.4; outras eram envenenadas: Jó 6.4; eram ainda transportadas numa aljava: Is 49.2; Lm 3.13. Nós somos flechas polidas nas mãos do Senhor. Ele tem um alvo para nós atingirmos. Precisamos estar preparados a todo o momento para sermos usados por Ele. Nos quartéis de tropas do nosso país e de qualquer lugar os soldados são treinados diariamente para uma guerra, eles estão preparados para guerrear em qualquer momento, não somente quando há uma guerra real. Assim também é no reino espiritual, até podemos dizer que estamos bem e preparados, mas no reino espiritual não há descanso, temos que estar em todos os momentos praticando a palavra, buscando a presença de Deus e nos santificando, para na hora da peleja estarmos preparados.

Os guerreiros que andam com arco e flechas devem ter uma postura diante do seu adversário, sempre com cabeça erguida para que não demonstre fraqueza. Temos que ter uma postura de vitoriosos. Diante de Deus, sempre nossa postura deve ser de rendição, prostrados e humilhados, mas diante dos nossos inimigos, sempre de pé. Sempre a apontar-lhe as flechas do Senhor. Satanás sabe exactamente quem está com a flecha apontada para ele!

Algumas cidades em Israel estavam sendo invadidas pelos Sírios que pretendiam tomar todas elas. Hoje, Deus tem a mesma ordem para você. É tempo de usarmos as armas espirituais que estão à nossa disposição. Muitas coisas que pertencem à Igreja estão ainda nas mãos do inimigo de Deus e precisamos tomá-las. Deus deu a terra de Canaã para o povo de Israel, mas quando eles lá chegaram, viram que Canaã estava cheia de povos inimigos. Assim também Deus nos dá a terra, mas temos que tirar dela os inimigos. No verso 15, lemos que Eliseu disse a Jeoás: “Toma um arco e flechas”. E ele tomou um arco e flechas. Então Eliseu disse ao rei de Israel: Põe a tua mão sobre o arco.” E ele o fez. “E Eliseu pôs as suas mãos sobre as mãos do rei.” (v.16). Não se preocupe, sempre que Deus nos manda fazer alguma coisa, Ele mesmo nos respaldará colocando a Sua mão sobre nós, nos respaldando e nos capacitando a concretizar algo. O salmista David diz: Tenho posto o Senhor continuamente diante de mim; por isso que ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.” (Sl 16: 8-9)

A 2ª Ordem: “E disse: Abre a janela para o oriente. E ele a abriu. Então disse Eliseu: Atira. E ele atirou. E atirou. E disse: A flecha do livramento do Senhor é a flecha do livramento contra os siros; porque ferirás os siros em Afeca até os consumir.” (v.17). Eliseu mandou Jeoás abrir a janela para o oriente e lançar uma flecha que significava a flecha do livramento contra os inimigos. Esta janela nos aponta para Cristo. É tempo de abrirmos as portas do oriente, da Resplandecente Estrela da Manhã. Jesus é a nossa liberdade. Ele é a nossa vitória contra nossos inimigos. Precisamos passar por Ele. Ele disse: Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. (Jo 10.9). Se passarmos por Ele e nos abrigarmos nEle não cairemos, não temeremos os inimigos. Seremos como flechas polidas em Suas mãos.

A 3ª ordem: “E disse mais: Toma as flechas. E ele as tomou. Então disse ao rei de Israel: Fere a terra. E ele a feriu três vezes, e cessou.” (v.18). Eliseu disse para Jeoás ferir a terra com aquelas flechas. Porém desta vez Jeoás começou a fazer o que ele havia lhe mandado, mas desistiu no meio do caminho. Ele deveria ter lançado cinco ou seis flechas e lançou apenas três. Podemos ver aqui, características de uma pessoa que começa muito bem e termina muito mal. O sábio Salomão já dizia: Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas.” (Ec 7.8).

Tem pessoas que começam muito bem sua caminhada cristã, mas se esquecem que o começo tem que se estender por longas caminhadas, por isso, vão parando à medida que vêm as pressões. Todas as vezes que paramos um projecto por causa das lutas, estamos nos habituando ao fracasso. Vejo muitas pessoas que agem exactamente assim. São pessoas completamente emocionais. São os crentes “almáticos”. Tomam sempre uma decisão baseada nas suas emoções. Mas depois, o ‘gás’ vai acabando e elas vão parando pouco a pouco. Começam muito bem uma visão profética e vão lançando as flechas, mas quando começam a sentir dores nos braços pela pressão do arco, se cansam e na quarta flecha já não podem mais. Estão sempre a errar o alvo.

A perseverança é um Fruto do Espírito, visto em Gálatas 5.22, chamado longanimidade, que significa, segundo o dicionário de língua portuguesa: firmeza de ânimo, coragem e resignação. A perseverança honra a Deus. Precisamos aprender algo muito difícil, que é “correr com paciência” (Hb 12.1). Este texto de Hebreus fala de uma corrida, uma carreira que nos está proposta. Nesta corrida, não é preciso chegar em primeiro lugar, mas é necessário chegar! Mas não podemos pôr tudo a perder, com a pressa, com o imediatismo. Por causa da pressa, colocamos muitos projectos a perder, porque a paciência é a chave da perseverança. A Bíblia nos fala que “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.” (Ec 3.1-9). Mas há tempo de começar e tempo de completar o que se começou. Não há tempo ficar no meio do caminho se habituando ao fracasso. Seja perseverante, lance todas as flechas e seja um vencedor.

Em Génesis, vemos que Jacó tinha setenta e um anos e ainda era solteiro. Namorou um mês e ficou noivo sete anos. Casou–se com a mulher errada e trabalhou mais sete anos para ter a sua amada, perfazendo um total de catorze anos. Esperou vinte anos para que a ira de seu irmão Esaú se abrandasse. Ficou vinte anos sem seu filho mais querido, José. Mas, em todas as situações foi mais que vencedor.

Em Ap.1:9 e 10 diz que João estava na Ilha de Patmos, preso por causa do Evangelho de Cristo. João já era velho, mas ainda tinha uma função para Jesus. Ele não se sentou e ficou reclamando na carne por estar exilado e não servia para mais nada. Ficou atento ao que o Espírito lhe revelava e apesar de estar no exílio, fugindo para não ser morto pela causa de Cristo, nos deixou o Apocalipse. Então, nunca saia da presença do Espírito Santo.

Pegue profeticamente neste momento, as flechas das mãos de Deus e atire-as no alvo! Não tenha medo, pois a mão de Deus vai estar sobre a sua mão! Vejamos alguns tipos de flechas espirituais:

  1. Flechas de guerra: Apontadas para satanás e todo o inferno.
  2. Flechas de fé: Lançadas contras as adversidades, os problemas, as tempestades da vida, etc.
  3. Flechas de conquistas: Lançadas na terra, nas cidades, nas nações e delimitando territórios.
  4. Flechas de autoridade espiritual: Quando destruímos o velho homem a cada dia e nos renovamos no Espírito de Deus, somos cheios de unção, de Poder e de autoridade. Crente sem unção, sem poder e sem autoridade, é crente vencido!
  5. Flechas ministeriais: Profetiza sobre seu ministério, sua igreja, sua célula, etc.

“Faz de nós, Senhor, verdadeiras flechas polidas em Tuas mãos, para que nossa visão profética do alargar da tenda se estenda até aos confins da Terra!”

Shalom!

Advertisements

12 thoughts on “FLECHAS NAS MÃOS DO SENHOR

  1. Que palavra tremenda Pastora Cindi. Nunca vi este texto por esta ótica! Meu Deus, como a Bíblia é mesmo profunda e tem tanta coisa escondida para ser revelada a nós.
    Obrigada querida, por ter colocado este artigo aqui. Fui muito edificada. Quero ser lançada pelo Senhor profeticamente também…

  2. Muito boa palavra Cindi. Amei a comparação que você faz daquelas flechas. Maravilha ver profetas sendo ainda levantados hoje em dia.
    Parabéns.

  3. Como faço para ter o seu livro? Vende pela net? Deus te abençoe Pra. Cindi, seu site é showwwwwww.

  4. Gostei muito deste blog. Realmente Deus falou comigo lendo os seus artigos Pra. Cindi. Eu te conheço só de ouvir falar, mas o que sei e vejo tem sido bênção na minha caminhada.
    Que Jesus te abençoe nos novos projetos para o ano que se inicia.

  5. Deus abençoe esse ministério. Achei por acaso.este site e desfrutei muito dessa mensagem… quem sabe um dia tenhamos a chance de visitarmos vcs. Abraço forte.
    Pelo Rei e pelo Reino,
    Pr Jason Luiz

  6. Acho Muito Lindo Os Trabalhos Feitos Por Serva De Deus, Vejo Um Novo Tempo de Deus Na Terra Para a Igreja do Senhor… Tenho Pregado Por Muitos Lugares Na Terra, Em 2005 Fui Morar Na Suíça Como Pastor, Fizemos Um Lindo Trabalho Para Deus Naquele País…

    Espero Um Dia Passar Por Essa Terra e Conhecer Sua Amada Igreja Pastora…
    Já Estou Orando Pela Sua Vida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s